23 de fevereiro de 2021

Prefeitura de Adamantina pede que população colabore mantendo o isolamento social e o uso de máscaras

Prefeitura de Adamantina pede que população colabore mantendo o isolamento social e o uso de máscaras
Morador com Covid-19 deveria manter-se sob isolamento até esta quarta-feira (17).

Adamantina segue na fase laranja do Plano São Paulo, fase esta que possibilita o funcionamento de todos os setores da economia por um período de tempo determinado.

Amanhã (24), o Governo do Estado de São Paulo já anunciou que fará novas restrições à população por meio do Plano São Paulo em razão do elevado número de casos de internação.

 

Com o objetivo de chamar a atenção da população a situação em que a região Oeste do Estado se encontra, a 13ª Promotoria de Justiça de Presidente Prudente emitiu uma nota onde afirma que o retorno da região para fases menos restritivas do Plano SP continuam dependendo do comportamento da sociedade.

 

Conforme diz o promotor Marcelo Creste, apesar das pessoas estarem cansadas, elas precisam evitar a circulação e não promover aglomerações.

 

“Infelizmente, a despeito de todas as orientações e advertências, as pessoas ainda lotam bares; fazem festas, muitas delas clandestinas; realizam “pancadões” e “baladas”, principalmente em chácaras e ranchos, cujos proprietários também dão de ombros para a pandemia. Esse comportamento social é criminoso e egoísta, que demonstra o desprezo pela vida e a banalização da morte. Este tipo de comportamento lota hospitais e promove a morte de dezenas de pessoas”, assegura.

 

A Prefeitura de Adamantina mais uma vez pede a colaboração da população. “Estamos cansados de fazer isolamento? Sim, mas a pandemia ainda não acabou. A nossa UTI tem oscilado com alto índice de ocupação com pacientes da cidade e de outras regiões do estado. A situação está grave. Todos precisam colaborar”, salienta o secretário de saúde, Gustavo Taniguchi Rufino.

 

O uso de máscaras e o distanciamento social ainda são as formas mais eficazes no combate à doença. “A vacina já chegou, mas ela ainda não está disponível para todos os grupos, por isso precisamos fazer a nossa parte”, finaliza o secretário.

 

Fonte: Natacha Dominato

Compartilhe esta notícia