24 de março de 2020

Sincomercio pede isenção de impostos por seis meses para empresas de Adamantina

Sincomercio pede isenção de impostos por seis meses para empresas de Adamantina
Foto - Reprodução - Siga Mais.

Sincomércio busca medidas de apoio às empresas de Adamantina e à manutenção de empregos.

Em documento protocolado na Prefeitura de Adamantina nesta sexta-feira (23), motivado pelas restrições à atividade empresarial e incertezas no cenário econômico – sobretudo seus reflexos locais – o Sincomercio Nova Alta Paulista (Sindicato Patronal do Comércio Varejista) busca medidas junto ao poder público em apoio à atividade empresarial da cidade e à consequente manutenção de empregos.

O Sincomercio destaca que os governos estadual e federal vêm sinalizando medidas de apoio ao empresariado, e busca que iniciativas semelhantes também ocorram no âmbito das competências do poder público municipal. O sindicato reconhece as medidas tomadas pela preservação da vida das pessoas, e reforça que também são necessários estímulos para manter a atividade econômica.

Na pauta apresentada à Prefeitura de Adamantina, o Sincomercio requer a prorrogação dos pagamentos dos seguintes encargos: IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ISS (Imposto Sobre Serviços), parcelamentos ativos de dívidas tributárias, taxa de licença, parcelamentos em cursos, ITBI (Impostos de Transmissão de Bens Imóveis) e cobranças judiciais.

“Pedimos a suspenção dos pagamentos imediatamente e que tenha duração dos próximos seis meses, afim de preservar o empresariado local”, narra o pedido.

A solicitação formalizada junto à Prefeitura local será estendida para todos os municípios integrantes de sua base, de Adamantina até Dracena.

 

Informações – Impacto Notícias

Compartilhe esta notícia