23 de novembro de 2017

Museu dos Tropeiros de Tupã está aberto para visitações

Museu dos Tropeiros de Tupã está aberto para visitações

Inaugurado há cerca de um mês, o Museu dos Tropeiros de Tupã está aberto para visitações dos interessados em conhecer a cultura tropeira, que faz parte da história de Tupã e região.
Com mais de duas mil peças, o acervo conta a história do tropeirismo, os objetos utilizados pelos tropeiros, seus acessórios, utensílios e peças de roupas. O museu também trás a história do grupo “Chapéu Branco”.
O secretário Municipal de Cultura, Renato Gonzalez, disse que o museu ainda não fechou o número de visitações do mês para informar esses dados. “Mas sabemos que a visitação está sendo muito boa”, afirmou.
O Museu dos Tropeiros possui uma funcionária para atender os visitantes. Gonzalez explicou, porém, que a prefeitura pretende abrir um concurso público para contratar, em definitivo, um funcionário específico para esses atendimentos.
O horário de funcionamento do Museu dos Tropeiros é de segunda a sexta-feira, das 7h30 min às 12 horas, e das 13h30 min às 17 horas.
Os interessados em colaborar com o acervo do museu podem doar peças e outros utensílios. As solicitações podem ser direcionadas pelo telefone da Secretaria Municipal de Cultura, que é o 3491-3015.
A segunda etapa do Museu dos Tropeiros recebeu investimentos de R$ 433 mil, sendo R$ 390 mil do governo federal e R$ 43 mil de contrapartida da Prefeitura de Tupã.

Primeira etapa

A construção da primeira etapa do Museu dos Tropeiros está orçada em R$ 487 mil e cerca de 30% das obras foram concluídas. A prefeitura possui R$ 97 mil de contrapartida, dinheiro que poderá ser utilizado na obra. O valor encaminhado pelo governo é de R$ 390 mil.
O valor inicial para conclusão da primeira etapa estava estimado em R$ 415 mil, ou seja, por meio dessa atualização de valores, a obra ficará cerca de 18% mais cara. Vale lembrar que a obra está paralisada há cerca de cinco anos.
Por meio de licitação, a prefeitura contratou a empresa Constac para finalizar a segunda etapa das obras, o que ocorreu no ano passado.
O projeto da primeira etapa que ainda será concluída, contempla a demolição de paredes, construção em alvenaria, cobertura e proteção, revestimentos, instalações elétricas, telefônicas, hidráulicas e outros serviços complementares.

 

Compartilhe esta notícia